quarta-feira, 26 de junho de 2019

Pôr de mim...



Num por do sol
eu não senti
o calor da sua mão
e não vi mais seu olhar
a me esquentar
corpo e alma,
mente e coração....
Naquela tarde eu vi
a luz intensa de um farol
revelando ondas que chorei
quando a saudade se fez
lágrimas de um por de sol...
O tempo sem você
me machucou
e essa coisa intermitente
faz lembrar
que a mensagem
na garrafa não chegou...
Por mais que eu
tentasse esperar
tristemente
olhando o mar
a tristeza fez
seu lar em mim
seu jardim
em meu luar...
Num por do sol
que eu nem vi
cego de solidão
o horizonte
a espelhar
corpo e alma,
e um pobre coração....

Montanha Russa...




Sobe com toda energia...
Despenca com peso dobrado...
Enfrenta com a maior valentia...
As curvas e quedas do traçado...
Dos pontos mais altos
inspira sabedoria...
Nos sobressaltos
um dia a cada dia...
Se o gráfico não é confortável
a fé e a oração nos sustentam...
E chega até no impenetrável
e nossas forças alimentam...
Na chegada, tudo será renovação!
Cada conquista, cada superação!
O Amor é o maior otimista!
Mesmo em tempos de cruz e paixão!

Paciência...



Paciente...
Paciência...
Há o tempo da dor
e o tempo da alegria...
Só não duvide do Amor
que o Criador irradia...
Paciência...
Paciente...
A ciência está na certeza
de que virão melhores dias!
Só não duvide do Amor
que a Tua Mãe irradia!
Bálsamo curador...
A oração de cada dia!
A espera, se preciso for...
A esperança que traz energia...
Paciente...
Paciência...
Saber se colocar a dispor...
Aprender a deixar-se cuidar...
O desafio de mudar...
Perspectivas...
Expectativas...
A maneira de olhar...
de interagir com a Vida!
Paciência...
Sabedoria...
Ser paciente a cada dia!

Raio de Luz (Sobre uma foto da amiga Henriqueta Alvarez)


Um facho de luz
tocando os azuis
a água e o céu
cascatas em véu
Um rasgo de sol
tocando a floresta
pira de energia, girassol
lavando tudo o que não presta
levando o tempo que nos resta
pelas frestas da humanidade...
Água cristalina...
Rio que desafoga...
A natureza faz Yoga
e chama a alma pra dançar...
Corpo se renova,
luz volta a brilhar,
entre a poesia e a prosa
a alegria lança a trova
e o vento faz festa no ar...

Ponto Rural (Música com Lú Viola)



Bem distante
dos milhões
de quilowatts,
longe desses
holofotes
que ofuscam
nosso olhar...

A quilômetros
dos faróis
dos automóveis
as estrelas
ficam móveis,
nos permitem
admirar...

E é aí que o céu
mostra seu lado feminino
revelando em sete véus
as lindas curvas do destino
É aí que o céu
mostra seu lado mais divino
constelações no carrossel
de um universo peregrino...

A milímetros
das dezenas
de emoções
perto dessas
sensações
que nos fazem
suspirar...

Bem no centro
dos jardins
dos corações
dentro das
inquietações
do encontro
do olhar...

É aí que o céu
mostra seu lado feminino
revelando em sete véus
as lindas curvas do destino
É aí que o céu
mostra seu lado mais divino
constelações no carrossel
de um universo peregrino...

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Crônica de uma noite de São João




Eita forrobodó gostoso este do Sítio do Pica Pau Amarelo nos Jardins de Versalhes...
Um São João urbano pra Monteiro Lobato nenhum botar defeito...
Mesa farta, elenco perfeito...
Os quitutes maravilhosos das "Nastácias" mais brancas que o Sítio já viu!
 Emília tinham até duas... Uma da fase em preto e branco e a outra multicolorida!
D. Benta chegou tarde com a barba por fazer...
Rabicó tinham uns três, mas nenhum com o verdadeiro espírito de porco e o autêntico suspensório... Donas  Carochinhas tinham várias...Cada uma com uma história diferente pra contar... E haja conversa entra as Sinhás Anjinhas...
Pedrinho, Narizinho, Visconde,  Zé Carneiro, Garnizé, o Principe das águas claras, uma saci manquitolante, um curupira, um caapora, um Quindim, Tio Barnabé e o destaque da noite: a Cuca!!! Com um modelito verde longo inquestionável e um penteado de fazer o Jeca Tatu correr léguas... Óia...  Quem não foi perdeu...
E ainda deu uma de Burro falante ou de Mula sem cabeça....
Arriégua...
Ainda teve a criançada fazendo a festa também, vestindo a carapuça caipira e se divertindo pra valer... E, claro, não podia faltar o aniversariante de sempre: Eeeeeeeemeeeeeerrson!
E o que dizer dos saudosistas de plantão trazendo à tona lembranças já perdidas no tempo... De tia Arilma a Xanxan, de Patrícia Fofolete a Jaqueline Bisset, de Lady Francisco a Rita Cadillac, de Big Ben a Mara Maravilha,  musos e musas de uma época que não volta mais...
Gin, sucos e licores de todas as cores e todos os sabores... Refrigerantes, água, bolos com mais variedade que fruta no quintal do sítio...Eita São João Cabra da peste este que a gente curtiu com os "Pires" na mão e no coração....

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Considerações finais...



Somos tão frágeis...
e, ao mesmo tempo,
tão hábeis nesta
coisa de sobreviver...
Instinto, luta, querer...
Uma simples conduta?
Um manual de práticas
e gatilhos para não morrer?
Mas se esta é
nossa única certeza...
A de que somos finitos
e a morte nos espera
no fim do caminho
pra nos conduzir
de volta pro ninho,
pras asas da criação...
Como assim, então,
mente e coração,
gesto e emoção,
sentimento e razão,
tudo se junta pra não
se permitir entregar,
não se deixar sucumbir...
Como assim?
Se o princípio de tudo
é que há um fim,
porque insistir em negar?
Medo do desconhecido,
do mistério, do segredo?
Ou simplesmente apego
ao tempo dos sentidos?
Qual o sentido em renegar
o ciclo da vida?
De se negar o tempo
do adeus?
Somos tão fáceis...
e, ao mesmo tempo,
tão irresponsáveis
nesta coisa de ser...
São tantas as variáveis...
Afáveis, instáveis,
alienáveis, imensuráveis,
inenarráveis, desagradáveis,
insuportáveis, vulneráveis
seres tentando se manter...
mesmo sabendo
que seu dia chegará...
cedo ou tarde
o tempo chegará...
e o mistério da Vida
permanecerá
indecifrável
até que a Morte
nos faça conhecer!

Tábuas de Salvação...



Qual o custo
destes sustos
que mexem
com a cabeça
e o coração?
Muitas vezes
são notícias
que datam
a permanência
vitalícia
de nossas
relações...
Nuvens cinzas
em horizontes
nublados...
E tudo o que se pede
é um raio de sol
pra deixar o dia
um pouco iluminado...
E para os resilientes
otimistas de plantão
pensar sempre no melhor
é a tábua de salvação!

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Dons pelo caminho



Flores no caminho
no lugar de espinhos
pra louvar a Ti Senhor
Tua presença de Amor!

Cores no caminho
gratidão de pão e vinho
Tua presença Senhor
na Comunhão deste Amor!

Tudo dá graças
ao Deus Eucarístico
ao Sacramento
Santíssimo
Pão Vivo!
Alimento de Amor!

Arte no caminho
não estamos sozinhos
Tua presença de Amor
é dom inspirador!

Formas no caminho
gatidão, louvor, carinho
Tua presença Senhor
na expressão deste Amor!

Amar mais



Quando a luz
vem tirar sua paz
não caia na escuridão,
se achegue mais
e peça mais claridade
mais tranquilidade
e o dom de amar mais!

Quando a luz
vem contra você
não caia na tentação,
não vá se perder
mesmo se ela te ofuscar
abrace a cegueira
com a fé verdadeira
poder de amar mais!

Que a paz e a luz
se abracem em comunhão
celebrem o Amor
nos tempos de provação....
Que a luz e a paz
não queiram ter mais razão
renovem o Amor
nos tempos de provação....

Corpus Christi



Tanto amor
num mesmo coração
onde cabe a criação
e cada irmão em Deus...
Tanto Amor
um corpo, uma paixão
que se reparte em pão
em sua missão de Deus...

E no momento
da elevação
consagração
graças, comunhão
Corpus Christi
o Pão da Vida
o Amor que
ainda insiste!

Tanta paz
divino e humano num mesmo ser
Deus tem um plano para Você
Salvar os que são seus...
Tanta luz
um novo corpo, um novo ser
a vida nova vem de Você
cordeiro amado de Deus!

E no momento
da elevação
consagração
graças, comunhão
Corpus Christi
o Pão da Vida
o Amor que
ainda insiste!

Oração de Entrega





Meu irmão, vá ali, dobre a esquina do tempo e volte depressa...
Você tem uma missão a cumprir...
Além da consciência há tanto a se descobrir...
Tudo isso vai passar, mesmo que agora o mundo pareça às avessas...
Suas batalhas você há de ganhar e seus inimigos hão de cair....
Tudo no tempo sem horas marcadas...
Se há um deserto a atravessar, há um oásis a usufruir...
Vá ali e não se esqueça de voltar...
Mas beba da água límpida da fonte que encontrar!
No seu retorno, estaremos aqui a lhe esperar, para celebrar e sorrir ao tempo bom que virá!!!
Uma luz vai te conduzir e tudo dará certo!
Tenho fé! Insisto em acreditar!
No momento só temos que Te entregar nos braços do Criador!
Ali não faltará Amor pra te curar!

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Oração pela dor do amigo



Que Deus
te cubra de bênçãos
te encha de graça
entenda nossas intenções...
Te toque,
te cure, te salve,
sopre sua brisa suave
atenda nossas orações...
E que o melhor
se faça em você!
O melhor
inunde você
e te renove as forças!
O melhor
só Deus pra saber!
Fé cega
é a que entrega,
a que confia...
Nos braços
do Pai,
no colo de Maria
nas mãos do Irmão
Luz que nos guia
e mostra a direção!
E que em sua
compaixão,
te ampare noite e dia!

sexta-feira, 14 de junho de 2019

O Eremita




O eremita
se consagra
no silêncio
e em seu
deserto vaga
traga o seu
próprio incenso...
O eremita
se afasta...
o eremita
se basta...
Na casta
de seus
sentimentos!
O eremita
se desgarra
e enfrenta
tudo sozinho...
O eremita
e o espinho...
O eremita
e o caminho...
No ninho
de seus
pensamentos...
O eremita
é forte
e se isola
no código
que ele fez!
O eremita
é quem dita
as leis!
E quem quiser
que as siga...
O eremita
se olha
no espelho
e sorri feliz!
O eremita
se contradiz
ao meter
o bedelho...
além do
próprio nariz...
O eremita
exige respeito
à sua vontade!
Que sigam
sua verdade!
Ou que se
esqueçam dele!
O eremita
é o eleito,
é a majestade!
Até no fim
da tarde...
seu pôr
do sol
é vermelho!
O eremita é
tempestade...
É raio
e trovão
é pedra
fincada
no chão,
como seu
joelho...

"Islacionismo"



Ilha isolada
nos confins do azul
entre o norte e o sul
não sabe precisar...
Entre tanta água
o seu deserto é dor
tem que se impôr
pra se afastar...

Outro dia passa
e o tempo corre nu
não sabe aonde
quer chegar...
Outra noite acaba
e o sonho escorre cru
até não poder mais
acordar...

E como decifrar
seu mapa astral
se as coordenadas
não dão um sinal?
Quando nuvens cinzas
se aproximam
tem que buscar o sol...

Ilha isolada
em seu planeta só
sal que vira pó
sem temperar...
Entre tantas ondas
vê o sol se pôr
seleciona a cor
para apagar!

Outro dia passa
e o tempo já se foi
não tem mais
como voltar...
Mais um sonho acaba
o carro antes do boi
como é que vai parar?

E como compreender
as pistas quase apagadas
se as mensagens da garrafa
não dizem nada...
Quando nuvens cinzas
se aproximam
tem que buscar o sol...

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Em profunda oração!



Meu irmão...
O mundo te envenenou?
Há antídotos:
Coragem, Sentido para vida e Amor!
Crédito de sobra pra pagar qualquer dívida...
Um novo tempo chegou!
Tempo de revisitas...
Tempo de reconquistas!
Tempo de pagar a conta à vista!
E seguir adiante em sua missão!
Nada é em vão...
O Senhor da criação cuida de tudo...
Oferece os escudos, trata das feridas...
Traz os anjos para te cuidar!
E os abraços pra te dar forças!
Seus amigos estão aqui...
E elevam a Deus as preces pelo melhor!
Nada é maior que o poder do Amor!
Confie...
Nem o tempo, nem a dúvida, nem a angústia
são maiores que a Esperança!
Nem a dor, a doença ou a tristeza
fazem sombra à Luz da Fé!
No colo do Amor
colocamos nossa oração...
Batalhas virão e serão vencidas!
Certeza da Graça que te alcança
e se multiplica em bênçãos!
Nenhuma dúvida de que este tempo passará!
O Amor é cura!
E Ele há de te curar!

Salve Maria e seu papel nos planos divinos


O papel de Maria nos planos de Deus tem muito da essência desejada pelo Criador para a própria humanidade... A criatura do paraíso que desconstruiu tanto e afastou o ser humano de Deus pela desobediência de Eva, é resgatada em Maria, que é a mulher do Apocalipse, aquela que aparece como um sinal no Céu. Maria é a mulher nova, é a humanidade renovada, santificada e plenificada no Espírito Santo. 
Se em Jesus temos o sacramento vivo da comunhão,  seria errado intuir que em Maria temos o 
sacramento vivo do perdão dos pecados? Pois se por Eva nos desconectamos no plano da Criação. pelo sim de Maria a humanidade é resgatada e participa livre e vivamente deste plano, de forma plena. Plena de graça, Maria foi a pessoa humana que, com sua vida, disse SIM às três pessoas da Trindade! 
Sim ao plano do Pai, ao aceitar gerar e formar Jesus Cristo em teu ventre e como mãe!!!
Sim à missão do Filho, ao estar presente do início ao fim de sua vida terrena, sofrendo com ele até as dores da paixão!
Sim ao Espírito Santo ao estender ser amor materno a toda humanidade...
Bendita entre todas as criaturas, Maria se faz divina ao sacramentar-se no seu Amor pelo sagrado!
Salve Maria, plena de graça!

Cristo contigo! (A um irmão que anda perdido)



No momento
mais difícil
de sua vida
você vai mesmo
descartar sua fé?
Qual é, qual é?
No momento
da batalha perdida
o guerreiro
enfrenta a vida
sabendo que
pra ter a paz
tem que se manter
de pé!...
Qual é? Qual é? Qual é?
Tudo só depende de você,
só depende de querer,
de querer se amar
pra transformar
o que não
vale mesmo a pena....
Saber sair de cena...
e só voltar
quando puder
de novo oferecer
o brilho no olhar
a luz e o sal
que existem em você
pra luzir e temperar...
Tem que saber se superar
saber também se reinventar
reconquistar sentido
no que parece já perdido...
Tem que fazer valer estar
tem que saber valorizar
o que agora pra você
é proibido...
Tempo de se cuidar...
Tempo de se gestar...
se transfigurar...
tempo de renascer!
Boto fé na sua fé
sou seu amigo!
Bote fé na sua fé
Cristo contigo!

domingo, 9 de junho de 2019

Espírito Imigrante...



No vento vamos
Na brisa somos
No fogo, línguas
que todos podem
entender...
Nas asas, pomba
das nuvens, voz
a luz nas sombras
que ninguém pode
esconder...

Pares que encontram
seus lares
onde habitam
os que estão
longe dos altares
e perto dos bares
no refúgio dos simples
mortais humanos
que se sabem pó
que se sabem nó
cego a procurar
algo que escutou
de sua sábia avó
em alguma sala
do tempo onde
ela fazia tricô!

Inventos, planos
divisas, rumos
De novo chamas
que todos podem
ver...
Das casas, plantas
nas redes, sóis
a cruz vencendo as bombas
das guerras que ninguém
pode vencer...

E o Espírito
tentando nos defender...

Mares que se esvaziam
lugares
pra onde fogem
a água do leito dos rios
quantos hectares
de dores hospitalares
no incômodo dos pobres
virais, ciganos
que se sabem sós
que se sabem nus
imigrantes a testar
o que restou
de bom na humanidade
em algum templo sagrado
aonde caiba
algum Amor!

Invernos, danos
fronteiras, prumos
Um povo, um drama
que todos podem
viver...
Das coisas, mantas
nos corpos, frio
a dor vencendo as lutas
histórias de gente
a morrer...

E o Espírito
tentando nos defender...

Perfeito encaixe



Troca de olhar
toque de pele
tradução de língua
leve arrepiar
doce aconchego
beijos, carícias
pleno desapego
ao nos doar!
Suave atrito
num perfeito encaixe
tocando o infinito
no ato de amar
ritmo crescente
explosão de vida
almas frente a frente
nuas a fitar
o mistério da humanidade
poder perpetuar
neste elo transcendente
do Amor multiplicar!

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Expores de Salvadores...





Noite salpicada de arte!
Luzes, cores, sombras, ângulos, imagens...
Cruzes, o sol e seus pores, gente, paisagens...
Miragens das tantas Salvadores...
Uma cidade tão plural não pode só ser conhecida no singular...
Céu e mar, faróis e elevadores, contas, frutas, saveiros a singrar...
Ondas e nuvens multicores...
Um povo, sua alegria, seus dissabores, seus sonhos e suas dores...
Seu resplandescente brilho e o contaste de seus mais variados filhos...
Mais que imagens enquadradas nas irrepreensíveis paredes da neutralidade, radiografias de nossas raízes, das cicatrizes das almas por detrás das lentes... A sutileza dos gritos silenciosos...A beleza dos clics afetuosos...A destreza no equilibrar das matizes, olhares voluptuosos...
Noite de encontros felizes...
O anfitrião, colega irmão de um passado distante, hoje um gigante no ofício da imagem...
O grande Colavope, Cola, e sua coleção de expertises... Um guardião de tempos inesquecíveis de uma escola...
Alci, da família da fé, e as fitinhas de Nosso Senhor do Bonfim! Registro bem vivo de um improvável sincretismo, precursor de tempos de diversidade... Cidade diversa, imersa nesta mistura de crenças e sabores, perfumes e penhores de culturas tão dispares...
E Dorge, através de quem fui agraciado pela gentileza do convite, nos fazendo mergulhar num dourado oceano de palpites sobre o seu paraíso escolhido...Todos os sentidos provocados de repente pelas canoas no mar e a nossa gente a passar no fim de uma tarde qualquer...Como não imaginar a mulher a esperar o marido pescador ou os filhos que perderam a hora vendo o sol se pôr, hipnotizados pelos encantos de Salvador...
Noite emoldurada por sonhos...
Na oportunidade de mergulhar na Soterocores, como não me emocionar ao ver o olhar de minha filha a mergulhar na poesia das fotografias? Ela, fotógrafa amadora, imaginando o "time" de cada clicar, os segundos sem respirar, mistérios de cada um dos autores...
Gratidão por estar lá...
Presenciar a imagem fazendo sua parte e transformando em arte a impressão de cada olhar! Mais do que isso, o viço, a realização de cada fotógrafo em expôr o fruto sagrado de um ofício abraçado com tanto amor!
Meu mais sincero obrigado!

A dourada flecha de uma saudade...






Vazio
que nunca enche
dimensão
de uma saudade...
Lembrança
permanente,
inspiração,
luz e verdade!
Exemplo
de justiça,
honestidade
Amor e fé!
Meu templo,
nossa missa,
integridade
em que se é!
Meu velho,
meu amigo,
meu companheiro
de esperança!
Meu solo,
meu abrigo,
eterno herói
da minha criança!
Meu mestre,
juiz poeta,
inesquecível
pai, profeta...
João,
violão,
querido
flecha dourada
coração partido!

Lili


De onde vem esta força
essa beleza em servir?
todo esse amor e alegria
que nem precisa sorrir?

De onde vem esta garra
cada detalhe que é pura luz?
presença que é puro encanto
brilhando em olhos azuis!

Nossa irmãzinha incansável
Nossa querida guerreira  do bem
Tornando o sonho viável
fazendo a gente ir além!

Em ti, Lili,
a fé se faz
tão bendita!
Lili, em ti,
a fé se revela
infinita!





Lívia e Miguel...

Sorriso de Mãe,
colo de Maria,
Amor, dom, sinal
a graça da alegria
Lívia e Miguel
com as bênçãos
de Gisa e Cléo!
Transfiguração!
Felicidade
resplandescente
do milagre
que a gente
traz no coração!
Visitação...
Apresentação...
Entrega...
Tudo vivo,
pulsante,
transbordante,
numa explosão
de pura sintonia!
Sorriso de filho...
Menino luz...
Quase um Natal
como o de Jesus...
Na periferia,
a humanidade
se dobra,
e oferece
uma sobra
de sua generosidade!
Presente!
Presença!
Sentir de forma intensa
nos próprios braços
o frágil palpitar da Vida!
E entre beijos
e abraços
agradecer a Deus
pela oportunidade
repetida!

terça-feira, 4 de junho de 2019

Luz Viola ( uma homenagem ao parça de tantas canções)



Voz, Viola, Dom e Oração
Paz que guarda o tom e a canção
Luz  faz a harmonia acontecer
Lú  irmão, abrigo, pode crer

Som, silencio bom e um violão
Fé, que a graça traz, inspiração!
Força que nos faz compreender
Lú  abraço, amigo, pode crer

Mergulhar no Espírito
e entregar a emoção
dar vazão à esperança
em acordes de renovação!

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Dia de Maria, dia de Ana!



Mari querida!

Guerreira, mais um dia de Vida!
Dia de celebrar sua força, seu tempo, sua alegria!
Dia de agradecer sua fé, seu amadurecimento!
De olhar pro céu e elevar nossa prece em ação de graças por você ser!
Ser entre nós sinal de esperança, explosão de sentimento, encarnação da humanidade e da divindade em seu templo! Agradecer por ser exemplo!
Exemplo de garra, de graça. de superação!
Exemplo de um coração que se lança, na dança da doação!
Exemplo de entrega, de intensidade, mesmo nas contradições da sua idade!
Guerreira, mais um ano no Caminho!
Na Caminhada da existência!
Entre lágrimas e sorrisos, saudades e descobertas, chegadas e despedidas, a vida permanece incerta, no horizonte do improviso...
E o que fica, enquanto passamos, são os laços, os abraços, os olhares, os lugares e espaços onde o Amor frutifica, onde a luz se abre, em flor!
Nas mãos que se estendem, nos silêncios que se compreendem, construímos altares,lares que aconchegam com Amor!
Guerreira, mais um ano na Verdade!
Cristo contigo, te desafiando a prosseguir, a não fugir por atalhos, a se colocar sempre como amigo, como abrigo, sempre do seu lado, te abençoando e inspirando em cada chamado!
Autenticidade!
Seu nome é Mariana!
Coragem de Maria! Sabedoria de Ana!
Que seu dia seja celebrado, mais uma vez, na doce atmosfera do Amor!
Guerreira do bem!
Você sempre pode ir muito além...
Muito além de sua própria dor!
Enfrente seus espinhos, encare sua paixão, realize sua missão!
Deixe este bem transbordar de seu coração...
Sempre!
O manancial é infinito, quando a gente é do time de Cristo!
Muita Vida pra você!

domingo, 2 de junho de 2019

Toca-me Senhor com Tua Graça



Toca-me Senhor
com Tua Graça
Teu Espírito
me faça compreender!
Certeza de que
tudo passa
e, no seu tempo,
o Amor vem
socorrer!

Paz
que vem
da fé
no seu Amor!
Amor
de Pai,
de irmão,
de criador...

Cura-me Senhor
com Tua Verdade
Tua bondade
me faça mais em Ti...
Na esperança
que nos invade
na oração
o Amor nos faz
sorrir...

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Visitação



Abre a porta
tem visita
ela se importa
ela é bendita
entre todas
a escolhida
no seu ventre
vem a Vida!

Chega prima
vem, me abraça
vem de cima
a tua graça!
Vem Maria
tão bonita
entre todas
és bendita!

Minha alma
glorifica ao Amor
ela exulta de alegria
em Deus, meu Salvador,
porque olhou
sua pobre serva.
e em mim
fez maravilhas
de geração em geração
serei chamada
bem aventurada
pela encarnação!

Bendito teu ventre
e teu fruto
a tua saudação
em meus ouvidos
fez meu fruto
agitar-se de alegria
me fazendo plena
em cada sentido!

Mas por que
sou tão agraciada
com a visita
da mãe do meu Senhor?
Por que
sou visitada
pela bendita
mãe do Amor?

Minha alma
glorifica ao Amor
ela exulta de alegria
em Deus, meu Salvador,
porque olhou
sua pobre serva.
e em mim
fez maravilhas
de geração em geração
serei chamada
bem aventurada
pela encarnação!

Nossa Francisca...



Fraternal
mente
fransciscana
que a tudo acolhe
com doçura
transforma
alma e coração
com sua ternura
no reluzente olhar
da sua fé insana...

Fraternal
colo
franciscano
que a todos toca
com o abraço
mais humano
consola
e traz a direção
de todo plano
na compreensão
entre o sagrado
e o profano...

Fraternal
casa
franciscana
que tantos filhos
alimenta
e transfigura
que tantas dores
trata, cuida,
toca e cura
na indimensão
de um grande Amor
que nos procura...

Adágio




Num lugar da estrada
duas curvas se acham
turvam a vista, lombada
e misteriosamente se encaixam...
Num instante da madrugada
duas curvas se tocam
duas idéias se chocam
e se completam, assim, do nada...
Duas curvas no tempo
Duas curvas no espaço
pontos fora da curva
depois do abstrato do abraço...
Duas curvas sem medidas
sem mistérios, sem presságios,
ratificando a vida
retificando a jornada...
O horizonte é um adágio
na vereda iluminada
desconstruindo a morte
pela luz, enfim, consumada...

Canção sem fim



Vou contar cantando
a emoção de estar amando
tanto assim

aproveitando a vida,
plantando cor
em meu jardim...

vou chorar sorrindo
e cantar que o amor se é lindo
não tem fim

concelebrando o tempo
guardando a fé
presente em mim...

vou cantar o sonho
e o som é lindo de escutar
espalhar poesia
e alegria pelo ar...

não vale recomeçar a vida
dizendo que não vai dar....
não vale economizar a vida
achando que vai faltar...

vou cantar contando
a ilusão de estar deixando
algo de mim

reinventando a forma,
calando a dor
gritando sim!.

vou sorrir chorando
e entender que estou voltando
pra onde vim

reinventando a história
ficando em paz
até o fim...

vou cantar o sonho
e o som é lindo de escutar
espalhar poesia
e alegria pelo ar...

não vale recomeçar a vida
dizendo que não vai dar....
não vale economizar a vida
achando que vai faltar...

Só poesia...


Quanto tempo...
Quantos passos...
Quantos encontros...
Quantos abraços...
Quantas lágrimas...
Quantos sorrisos...
Quantas esgrimas...
Quantos avisos...
Quantas promessas...
Quantos tropeços...
Quantas conversas...
Quantos recomeços...
Quantas memórias...
Quantas viagens...
Quantas histórias...
Quanta bagagem...
E no final de tudo
muita gratidão e alegria...
na hora do por do sol
meu coração é só poesia...

Eternizar-se



Silenciar
Ouvir apenas o ecoar de Deus
Escutar...
O pulsar da criação, o ritmo do coração...
Misturar sons distintos...Emoções...
Sensações, entrega, defesa, instinto...
Submergir no próprio espírito...
Faminto de intenções...
Expandir-se, deixar-se,
romper fronteiras e dimensões...
Encantar-se, buscar-se, achar-se...
Doar-se ao próprio universo...
Imerso, depois de alguns descartes,
visitar a arte de um olhar inverso...
Mergulhar...
Desfazer-se...
Espuma no mar...
Se transformar...
Oceanizar-se...
Agradecer...
Evaporar-se...
Elevar-se...
Transubstanciar-se...
Em ar, em nuvem...
Chover!
Semear!
Ofertar-se!
Seguir!
Eternizar-se...
Ser!

quinta-feira, 30 de maio de 2019

CAMINHADA REVIVAL



O Amor
soprou sobre nós
usou nossa voz
pra espalhar
canções sobre
fé e paz
fez mais
atou nossas mãos
nos laços da comunhão
nos passos da estrada
nos traços e cores
dessa CAMINHADA!

O Amor
gerou dons em nós
deu frutos e após
fez vida voltar do nada
lições de
emoções e luz
caminho da cruz
juntou gerações
em sonhos e sensações
marcas e pegadas
abraços e dores
dessa CAMINHADA!

Grande Faustinho...




Fausto Joaquim...
Faustinho...
Águia sem asas...
Presente em nosso ninho!
O Caminhada é sua casa!
Onde o mundo várias vezes fez silêncio
pra ouvir sua palavra....
"- Diga ao mundo que sou Deus!"
"- Diga a eles por mim!"
Deus falou através de um gago....
E disse tudo o que queria!
E você, que quando ainda não entendia,
"só queria que aquela gatinha olhasse pra mim..."
Faustinho....
Fausto Joaquim...
Você encontrou a gatinha que olhou pra você e viu suas asas invisíveis!
E ela lhe disse SIM!
E vocês aprenderam a voar juntos, a plantar juntos o jardim!
Quantas notícias boas, quantas coisas incríveis!
Quantos sinais visíveis do Amor de Deus em nossas vidas!
Faustinho...
Uma amizade, um carinho...
Um reencontro, a volta ao ninho...
A irmandade celebrada!
No pão e no vinho,
na flor e no espinho,
na águia e nas asas,
no corpo e no sangue
do Deus que sofreu sozinho...
Comunhão...
Celebração!
Emoção!
A voz que ecoa, livre, voa nas asas do coração!
Na Caminhada da fé, quanta gratidão!
Renovação!
Faustinho!
Fausto Joaquim!
Que bom ter você de volta...
Que alegria o teu SIM!

Na era dos emoticons




Em tempos de emoticons, expressando de forma divertida, icônica e caricatural as emoções que sentimos nas nossas conversas nas redes sociais da  vida,  fica o questionamento sobre a importância ou não da presença real e expressividade humana para convencer o outro de que aquele simples ícone representa, de fato,  os nossos verdadeiros sentimentos....
Há inúmeros relatos e experiências sobre mal entendidos nas redes sociais. Muitos deles causados pelo simples fato de que comentários escritos não possuem entonação e podem facilmente ser mal interpretados, dependendo do estado de espírito da pessoa que os lê.
A maioria das pessoas, presencialmente, simplesmente não consegue esconder uma expressão de surpresa, alegria, raiva, medo, desejo, nojo, tristeza, susto ou desconfiança...É a transparência da alma ultrapassando os limites e controles do corpo e se manifestando, muitas vezes, contra nossa própria vontade. Mas existem algumas pessoas que conseguem esconder suas emoções. Usam "máscaras invisíveis" para iludir, enganar, convencer, sensibilizar ou até mesmo poupar os outros, de acordo com suas piores e melhores intenções.
Em nossa realidade cada vez mais virtual, onde o contato físico e emocional entre as pessoas, a troca de olhares, de abraços e de impressões reais estão sendo substituídos vorazmente pelos "posts, likes, comments and emojis", cabe perguntar se estas não são máscaras contemporâneas que escondem e subvertem a nossa expressividade e nossa sensibilidade. Como escudos contra uma das "fragilidades" mais características de nossa raça, o estar sensível ao outro, a tentação de automatizar sentimentos para nos poupar de sofrimentos e vivências reais parece estar ganhando cada vez mais espaço entre as pessoas de uma geração que, mesmo estando num mesmo espaço físico e bem próximas fisicamente uma das outras, optam por fazer contato virtual e conversar e se expressar através de um aparelho celular. Uma realidade onde o "curti" e o "amei" parecem fazer mais efeito que um abraço. E, assim, nossa dita "humanidade" vai perdendo características essenciais á sua própria definição e conceito enquanto espécie... Ser humano, atualmente, está cada vez mais associado a ser plugado, a estar logado, antenado, sintonizado, a estar "in"...mas de  uma forma e com tal intensidade que "estar off" virou quase que uma desqualificação em nossos dias...
Assim, estamos alimentando as mentiras e vivendo de verdades subnutridas, que mal se aguentam de pé diante do primeiro argumento contrário mais "parrudo"....
De emoticons em emoticons estamos deixando de sentir de verdade! Estamos nos exilando num mundo artificial e plástico, protegendo-nos de nós mesmos e de nossas possíveis frustrações, quedas e fraquezas...
De emoticons em emoticons, vamos cumprindo impecavelmente nosso papel social, como bonecos de cera ou robôs detalhadamente programados para não se permitir sofrer. Mas ao nos blindar das emoções ditas ruins, estamos nos blindando também das boas... Estamos deixando de sorrir, de nos espantar, de nos surpreender, de nos alegrar, de nos maravilhar com o melhor que a vida tem para nos oferecer!
Em tempos de emoticons expressando a nossa vida, trocamos aquele toque que nos fazia especiais e era capaz de acender uma alma ou fazer retornar um brilho no olhar pelo frio "touch"  que nos faz virtuais! E os perfumes, os sabores, os sons, as texturas, as cores naturais? E o cheiro dos colos dos pais, o gosto de um beijo de mãe, o abraço intenso de um irmão, o tom da voz dos avós, a cor dos olhos de uma paixão? Será que emoticons são mesmo capazes de acelerar um coração?

Faça jus


Longe de nada
perto de mim mesmo
tudo é estrada
onde duas asas se encontram
tudo é caminho
onde duas mãos se entrelaçam
de volta ao ninho
de onde o Amor alçou seu vôo...
Longe do tempo,
dos vagalhões das horas
tudo é azul
nos flashes das auroras...
Não há sentido de espaço...
quando os horizontes são benditos...
Nos olhos bonitos não há idade...
apenas a saudade do infinito!
Levados pelas ondas,
lavados pela brisa,
olhares que se deixam
nas lembranças...
lugares onde velhos
são crianças...
longe de tudo...
perto do nada....
reina o silêncio,
a escuridão,
um pouso...
repouso
para a última jornada!
Depois,
tudo será luz!
nada será breve...
na eternidade
o Amor
nos fará jus....

Esteiras da poesia




Contra o tempo
e a favor do Amor
contra a regra
e a favor da Vida
contra a norma
e a favor da paz
contra a dor
o dedo na ferida....

Contra o ponto
e a favor da vista
contra a força
e a favor da troca
não à violência
e o que ela evoca
contra a censura
asa de ser livre!

A poesia
é uma estrada
sem fronteiras...
Um poema
é um quintal
sem muros...
Vão singrando
as ondas
e nas areias...
vão sangrando
as dores
do futuro...

quarta-feira, 29 de maio de 2019

la poesia di una notte special



Dos cruzeiros e oceanos
De Veneza a Salvador
Gondoleiros e princesas
Celebrando o seu Amor!

Num jantar à luz de velas
Brindes, danças e alegria
Romantismo à capela
Namorar é uma poesia...

Na Itália e na Bahia
O tempero é a paixão!
Celebrar o nosso dia
Festa até no coração!

Entre amigos e irmãos
curtir a vida adoidados
vem viver esta emoção
no Jantar dos Namorados

terça-feira, 28 de maio de 2019

Theu Amor



Menino bom
jovem de Deus
chegado a um som
Tom e Matheus
Voz e oração
canções do bem
o próprio dom
servir também!
E assim tocou
o coração da menina
dando-se as mãos,
com as bênçãos de cima!
Um tempo bom
celebração
também é dom
namorar a Vida!
Voz e violão
o Amor a mais
rima e refrão
na Escala da paz!

São Levy





Leve sorriso
manso servir
orante, amigo,
Santo Levy!

Humor metódico
Gente canção
num tom melódico
voz e amplidão!

Levando o Cristo
no peito e na mão
serve o ministro
trilha o cristão!

Saudade viva
um grande exemplo
a fé ativa
pulsa no templo!

Sempre família
terço e fervor
Cristão que brilha
a Luz do Amor!



Benditos os que não viram e creram
Benditos os que espalham o Amor
Bonitos os que perseveram
e espelham a face do Senhor

Fé, que nos mantém de pé,
nos faz ajoelhar, nos entregar à luz
Fé, traduz o Amor que é
a força que nos faz acreditar na cruz!

Benditos os que compreenderam
Benditos os que sonham mais
No infinito Amor se inspiram
E plantam um mundo feito em paz

Fé, que nos mantém de pé,
nos faz ajoelhar, nos entregar à luz
Fé, traduz o Amor que é
a força que nos faz acreditar na cruz!


Médica de homens e de almas....




https://www.bahianoticias.com.br/saude/noticia/22756-medica-baiana-sera-presidente-do-comite-mundial-da-sociedade-americana-de-oncologia.html

O verdadeiro médico não cura somente o corpo! Vai muito além! Vai na alma com sua atenção, sua disponibilidade, seu cuidado sensível, verdadeiro e humano! O verdadeiro médico toca o coração, acalma a mente e abraça a alma de seu paciente! Porque sempre vai além da expectativa normal! Se doa! Partilha receitas de vida, muito mais que medicamentos. Despe-se do "jaleco de deus" e se irmana na dor do semelhante! O verdadeiro médico é brilhante! É um ofertório vivo de conhecimento no sacerdócio de sua missão! Ser médico não é uma simples profissão... Tem a ver com Vida! O verdadeiro médico deixa legados ao atender aos chamados de sua vocação! É diferente, é gente, é evangelho cristão!
Clarissa tem esta essência na alma! Desde adolescente, ainda colega no Vieira, já se destacava pela inteligência e pela ligação às sagradas causas da humanidade! E além de levar estes seus dons para a vida profissional, ainda os lapidou em seu amadurecimento de vida! Com gestos generosos sempre alinhados com o cuidado, com o afago aos pacientes e seus familiares, ela se tem feito presente, quando não fisicamente nos lugares onde sua presença é necessária, através de uma rede de amizades com pessoas e profissionais tão especiais quanto ela! Quem teve o privilégio de conhecer as pacientes do Grupo Bem Viver pode entender um pouco este seu "ir além" da definição de medicina!
Aqui e ali, seja como mestra em aulas repletas de ensinamentos e vivências, como mãe inspiradora e sempre presente, como mulher atuante e equilibrada, como Doutora vibrante e apaixonada, tem feito mesmo a diferença por onde passa, na vida dos que cruzam seus caminhos!
Médica de homens e de almas, daquelas que além de removerem os espinhos, ainda oferecem o ninho, o acolhimento, a certeza de que não se está sozinho em momentos de pura incerteza!
Esta notícia, além de um reconhecimento mais do que justo pelo seu conhecimento e competência,  acende o coração de quem a acompanha de esperança! Saber que alguém tão comprometida com a solidariedade, a humanização e a espiritualidade ocupará este cargo tão importante é motivo de celebração! Nenhuma surpresa em ver Clarissa fazendo a diferença no mundo! Emocionado de verdade! Um amigo irmão guru comum, Saja,  com certeza está radiante onde estiver! Vida longa e muitas realizações a este ser humano tão bonito! Que no caminho do infinito, Clarissa continue a fazer diferente a medicina que sente!