terça-feira, 10 de abril de 2012

Esta estranha mania de ser ponte




De onde será que vem
esta estranha mania
de ser ponte
e ir além
da paisagem fria
de qualquer horizonte
pra ver alguém
de bem com a vida
sorrindo pra outro alguém!

De onde será que vem
esta magia que me apanha
nos montes das minhas entranhas
e espalha o bem
na Terra que está vazia
e por isso ganha
a atenção de quem vive
pensando além!

De onde será que vem
a certeza do dia
que vem depois,
a beleza que havia
no olhar de nós dois
sendo só companhia,
sem mais ninguém,
indo adiante dos carros
e na frente dos bois...

Um comentário: