quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Mundo interior



Peça uma trégua
à sua retina
passe uma régua
na sua rotina
dê um tempo
das notícias
fuja pro jardim
das delícias
quem sabe ele está
na biblioteca
entre os livros
nas estantes
quem sabe está
mais distante
num templo entre
Jerusalem e Meca...

Trace um caminho
diferente hoje
não repita novamente
os mesmos passos
de anteontem
a paixão é a ponte
pra você enxergar
o sol além do horizonte
antes mesmo do dia surgir...

Debaixo de suas pálpebras
olhos vendados não são
de forma alguma
janelas com cortinas fechadas
Não há limites pra imaginação
a visão interior
está além de qualquer venda,
assim como a criatividade das mãos
é muito mais forte que qualquer algema...

Não, não é uma lenda...
Feche os olhos e mergulhe
no seu bonito mundo interior
talvez assim voce compreenda
que não há nada
mais infinito que o amor!

4 comentários:

  1. Você tem uma filha..
    que gracinha.
    Não tem jeito de ser pai

    ResponderExcluir
  2. rsrsrsrs, sério?
    mas sou. e adoro ser!

    ResponderExcluir
  3. Interessante quando passamos a encarar o nosso mundo particular, ou conhecê-LO, é quase uma briga ferrenha, entre os nossos tabus e mitos. Crescemos e passamos, por diversas fases, e uma das mais difíceis é essa, o verdadeiro autoconhecimento, e quando isso acontece, somos surpreendidos por uma luta constante que envolve quebra de tabus e desmistificação do que temos ainda arraigados, presos dentro de nós.
    E isso é ser verdadeiros, é ser nos mesmos, somos tão voltados para o mundo externo, que não prestamos atenção no relacionamento conosco, no nosso mundo. A nossa sociedade, é preconceituosa, é claro, crescemos com muitos, e chega uma hora, em que é preciso nos libertar, soltar, desprender certos preconceitos e tabus que temos, e é nessa hora que começamos a ser nós mesmos e não robôs.
    Isso é ter atitude, personalidade, é viver sem máscaras, é saber separar e não misturar vida pessoal, doutrina de vida, religião, vida profissional, vida sentimental e vida financeira, e o principal você, e o seu mundo. Quando conseguirmos viver certas situações que só você sabe que seja a sua intimidade, claro com a devida responsabilidade, e discernimento, que já não somos crianças e sim adultos.
    Ser nós mesmos é dizer eu sou assim, encarar os fatos, dizendo, sou adulta. Isso é nos reconhecer como somos, é dizer sem culpa e sem medo, sem vergonha, sem arrependimento, eu gosto disso, eu quero isso, admitir...
    Ai sim essa é uma das fases em que terás aprendido, passamos e aprendemos tanta coisa, a aceitação, a paciência, o amor, o equilíbrio, a humildade, cada uma dessas nos ensinou ou ensina uma lição, cada uma dessas tem uma historia.
    Às vezes somos totalmente emoção, buscamos um amor, mas só o teremos quando estivermos prontos.
    Quantas paixões tivemos ao longo da vida?
    E todo dia nos apaixonamos.,mas, e, se a vida, nos diz é hora de aprender agora a usar a razão e sempre fomos sentimentos, emoção, e agora o que voce faz?
    Mas e a vida, ela é razão ou é sentimento?
    Em determinados momentos, já passamos da fase de agir por impulso, por emoção parece que quando somos adultos, passamos a ponderar, a ter cautela, não se jogar de cabeca...isso é a razao.
    E essa tal privacidade?
    A nossa intimidade?
    e isso é nosso, ninguém pode nos tirar isso, é sua, é nossa, e com ela aprendemos que devemos ser como somos, fazer o que gostamos, amar, gostar, apaixonar-se , seja com sentimento ou razão, somos assim e pronto.
    Para que mudar?
    Para dizer ao mundo que somos pessoas que usamos máscaras, até no relacionamento com nós mesmos.
    Eu particularmente acho, um dos mais difíceis relacionamentos não é com o outro, e sim com nos mesmos.
    Caramba, amamos o outro, amamos o amigo, amamos a um irmão. Mas como é difícil nos amar?
    Adulto, quer dizer, não somos mais criancinhas, que fazem as coisas sem pensar, um dia fomos assim, hoje adulto, pensamos antes de fazer, claro, ir com cautela, é importante, mas parece que o amor, nos impulsiona a nos jogar de cabeça, a não ver obstáculo pela frente, sabe por que, porque o amor, nos deixa bobos, mas, hoje as coisas mudaram, conceitos mudaram , relações afetivas mudaram, e ser razão, é saber viver certas situações que nunca pensamos passar. E realmente um aprendizado.

    ResponderExcluir